Dino Crisis: O Terror da Era dos Dinossauros!

“Um Resident Evil com dinossauros!”. Era isso que os jogadores de PS1 diziam na época. Na verdade, a declaração não é nada equivocada, mas Dino Crisis foi muito mais do que isso. O game foi lançado em 1999 pela Capcom e, mesmo após tantos anos, ainda continua sendo aclamado.

Por isso, nós da GamesMAX resolvemos apelar para a nostalgia novamente e falar um pouco mais sobre essa grande franquia que, já faz um tempo, não nos apresenta nada novo. Então, prepare-se para boas lembranças e feras jurássicas implacáveis.

Dino Crisis

Dino Crisis é uma criação de Shinji Mikami, o mesmo criador da lendária franquia Resident Evil. Aliás, foi por esse motivo que o game ficou conhecido como um “Resident Evil com Dinossauros”. Como dissemos, a afirmação é válida, pois as mecânicas desse primeiro jogo são praticamente as mesmas de Resident Evil.

Em relação à história, Dino Crisis apresenta as aventuras de uma equipe de resgate conhecida como “S.O.R.T.”, que recebe a missão de “salvar” um cientista em uma ilha remota. Todavia, quando os membros da equipe colocam seus pés na ilha, percebem que ela está infestada por dinossauros.

Nesse cenário caótico, os jogadores assumem o controle de Regina, a única mulher no grupo da S.O.R.T. e uma especialista no manuseio e na customização de armas de fogo. Cabe dizer que toda a aventura é marcada por diversas espécies de dinossauros e que Regina tem à disposição um arsenal extremamente destrutivo para lidar com as feras.

Aliás, esse primeiro título é considerado como um dos melhores jogos de PS1 e um dos grandes destaques entre os games do gênero survival horror. E claro, por todo o sucesso do game, uma continuação se tornou quase obrigatória.

Dino Crisis 2

Lançado em 2000, Dino Crisis 2 surgiu com algumas mudanças em relação ao seu antecessor. Nesse game, as comparações com Resident Evil foram deixadas um pouco de lado, já que muitos elementos de ação deixaram o jogo mais distante do gênero Survival Horror.

De qualquer modo, a proposta do jogo continuava a mesma. Isto é, enfrentar terríveis dinossauros, com diversas armas, enquanto a história vai se desenrolando. Aliás, o enredo do game se passa um ano após os eventos de Dino Crisis e apresenta uma cidade completamente tomada por uma selva jurássica e cheia de perigos colossais.

Em Dino Crisis 2, Regina retornou com todas as suas habilidades, mas dividia as atenções com Dylan. Com essa alternância entre personagens, o gameplay sofreu algumas alterações sensíveis, já que Regina tinha um conjunto de armas mais ágeis e Dylan um arsenal de armamentos pesados.

Além disso, Dino Crisis 2 trouxe um sistema de pontos para compra e a customização de novas armas. A jogabilidade também passou a ser mais fluída e a movimentação dos personagens se livrou das “amarras” das “mecânicas emprestadas” de Resident Evil.

No fim, Dino Crisis 2 agradou e fez com que as esperanças para o futuro da franquia fossem renovadas. Obviamente, ainda existem aqueles que consideram o primeiro título mais interessante, por conta da sua proposta perfeitamente adequada ao gênero Survival Horror.

Dino Stalker

Apesar de não ser considerado um spin-off, Dino Stalker faz parte do universo da franquia. No Japão, o game foi intitulado de Gun Survivor: Dino Crisis. Nessa aventura de tiro em primeira pessoa, os jogadores assumem o controle de um novo personagem, chamado Mike Wired.

Dino Stalker não chamou muita atenção e, por não contar com os sistemas dos games anteriores, acabou sendo ignorado pelos fãs. De qualquer forma, o título conta uma história que acontece de forma paralela aos eventos de Dino Crisis 2.

Dino Crisis 3

Em 2003, Dino Crisis 3 surgiu para atender aos sonhos dos fãs da franquia. Entretanto, sem o lendário Shinji Mikami para comandar as ações, esse game acabou decretando o fim da série (pelo menos, até então).

Para começar, Dino Crisis 3 foi lançado de forma exclusiva para o primeiro Xbox. Com uma história que se passa no futuro, o game tentou apostar nos membros da S.O.A.R. Mas as ausências de Regina e Dylan foram notadas e isso gerou várias críticas. Ademais, o terceiro título se passa em uma plataforma espacial infestada por dinossauros modificados geneticamente.

Em resumo, o sistema de Dino Crisis 3 é bastante semelhante ao de Dino Crisis 2. Mesmo assim, a proposta futurista não agradou e o game não trouxe o retorno esperado.

Por isso, muitas pessoas sequer sabem que Dino Crisis 3 realmente existiu e depois dele a Capcom acabou “abandonando” a franquia. Infelizmente, esse é o último capítulo de um jogo que até hoje está gravado na memória dos jogadores.

Dino Crisis: Há alguma esperança?

Como todos sabem, Resident Evil 2 Remake está prestes a ser lançado e, claro, isso abriu uma brecha para que os fãs começassem a pedir por novos remakes. E, segundo alguns rumores, Resident Evil 3 Remake estará a caminho em breve, mas os relatos também indicam que Dino Crisis e Onimusha também podem ganhar uma nova versão.

Além disso, recentemente, através do Twitter, o perfil oficial da Capcom respondeu a um fã da série de uma forma interessante. Quando questionada sobre a possibilidade de um novo Dino Crisis, a empresa disse: “Se muitas pessoas quiserem”. Bem… Nós queremos!

Enfim, por ora, tudo o que nos resta é sonhar e relembrar os grandes momentos que a franquia Dino Crisis já nos ofereceu. Aliás, em 2017, alguns fãs criaram uma nova versão do game em 2D e, apesar de não ser o grande jogo que nós aguardamos, ficou bem legal. Vale a pena conferir.

Para encerrar, ressaltamos que Dino Crisis conseguiu, mesmo com poucos games, se tornar uma franquia lendária e merecedora de um “revival”. Assim, não deixe de compartilhar o post e suas histórias sobre as suas aventuras na “Era dos Dinossauros”. Até a próxima…

Yohan Bravo

some text