Dead Space: Uma franquia que marcou época, mas pode nunca mais voltar!

Em 2008, o primeiro título da franquia Dead Space trouxe um enredo extremamente interessante e mostrou aos jogadores que, além das estrelas, o espaço sideral também está cheio de terrores. Altamente premiada, a franquia conta com três títulos da história principal, alguns spin-offs, filmes, livros e HQs. Enfim, temos aqui uma verdadeira lenda.

Entretanto, no ano de 2017, a Visceral Games, desenvolvedora dos jogos foi fechada e, rapidamente, a pergunta que surgiu foi: Será esse foi o fim da franquia Dead Space? Bem, com esse futuro incerto, resolvemos relembrar os títulos da franquia a fim de reviver algumas grandes memórias e provar que o mundo dos games merece um novo Dead Space (não sabemos como isso acontecerá, mas tem que acontecer). Então, não saia daí, pois os perigos do espaço vão chegar até você…

Dead Space

No ano de 2008, Dead Space surgiu no PS3, Xbox 360 e nos PCs (a versão para Wii foi lançada em 2010). Aliás, é bom lembrar que a Visceral Games foi a desenvolvedora do game, mas a referida empresa pertence à Eletronic Arts (o que nos dá certa esperança). Continuando…

Apesar de ser um típico jogo de tiro em terceira pessoa, Dead Space chamou muitas atenções por sua proposta diferenciada. Isto é, com elementos incríveis, que marcam os grandes jogos de terror e sobrevivência, o game colocava os jogadores na pele do engenheiro Isaac Clarke, que tinha a missão de enfrentar uma série de criaturas alienígenas conhecidas como “Necromorphs”, a bordo de uma nave espacial.

Com essa premissa básica, o jogo ofereceu muitas emoções para os jogadores e, claro, apresentou tudo isso com gráficos que, para a época, eram do nível mais elevado. Ademais, como esquecer dos combates e sua inusitada proposta conhecida como “desmembramento estratégico”. Pois é! Como o nome sugere, era possível desmembrar os Necromorphs de um forma inteligente, para diminuir suas forças até derrota-los definitivamente.

Por reunir todos esses atributos e muitos outros, o game alcançou reviews extremamente positivos junto aos fãs e à crítica especializada. Desse modo, com muitas vendas registradas e muitos prêmios conquistados, ficou claro que uma continuação chegaria o quanto antes…

Dead Space 2

Três anos após o primeiro título da franquia, o mundo conheceu Dead Space 2 (o lançamento para Wii aconteceu em 2013). Curiosamente, a história do game também se passa três anos após os eventos ocorridos no primeiro game e, novamente, Isaac Clarke foi confirmado como o grande protagonista da série.

Em termos de gameplay, o jogo continuou seguindo os padrões estabelecidos no game anterior, mas, de forma alguma, deixou o nível da aventura cair. Pelo contrário, o enredo foi tão bem desenvolvido que a “vontade de roer as unhas”, que muitos críticos alegavam que o primeiro game despertava, ficou ainda maior.

Além disso, assim como no primeiro game, a aventura manteve seu formato sem HUD (Heads-up display), que é aquela interface que mostra a vida, munição, etc. Na aventura, todas essas informações eram parte do cenário do jogo. O contador de vida, por exemplo, era encontrado na armadura de Isaac. Com isso, o game continuava sendo uma experiência imersiva de grande qualidade.

Para completar o “pacote”, a história do game é intrigante e se apresenta de uma forma quase cinematográfica. Isaac perdeu todas as memórias construídas nos últimos três anos e, logo no início, já tem que lidar com uma camisa de força e um ambiente hostil. Com inimigos surgindo a todo momento e amigos questionáveis, Dead Space 2 consegue levar o jogador para uma jornada com muitas emoções e reviravoltas.

Como não poderia deixar de ser, Dead Space 2 também foi um grande sucesso e, novamente, deixou a Eletronic Arts bastante empolgada para trabalhar em uma continuação…

Dead Space 3

Logo no início do ano de 2013, Dead Space 3 chegou para dar continuidade à história de Isaac. Ademais, cabe ressaltar que esse foi o único game da série principal que não foi lançado para o Wii. Talvez porque, em 2013, Dead Space 2 estivesse chegando até o console da Nintendo e, depois disso, as novas gerações começaram a roubar o lugar do PS3 e do Xbox 360.

De qualquer modo, apesar de ser um game tão incrível quanto seus antecessores, tanto os fãs quanto a crítica especializada ficaram um pouco decepcionados com algumas mudanças promovidas. Em muitos reviews, um ponto era sempre destacado: este poderia ter sido o melhor título da franquia, se algumas mudanças não tivessem feito ele perder um pouco do terror.

O fato é que, embora a afirmação acima seja verdadeira, Dead Space 3 oferece aos jogadores uma aventura digna da franquia, mesmo estando um nível abaixo dos outros dois games. Mesmo assim, alguns elementos, como o sistema de criação de armas e certas alterações nos combates, eram excelentes.

Na história, o jogador agora contava com dois protagonistas, Isaac Clarke e o Sargento John Carver. Além do mais, as ameaças agora não eram apenas os Necromorphs, já que algumas feras estranhas e mortíferas também ameaçavam os jogadores e, até mesmo, alguns guerreiros humanos se posicionavam como grandes desafios…

Dead Space: Spin-offs e outros produtos

Além dos três grandes títulos, a lendária franquia Dead Space também presenteou os jogadores com dois grandes filmes de animação, que acabaram servindo como prólogos para os dois primeiros games da série. Em 2009, 2010 e 2011, o gamers conheceram uma sequência de Spin-offs que ajudavam a contar um pouco mais sobe a história dos games e ainda ofereciam aventuras bastante interessantes. Os games eram: Dead Space: Extraction, Dead Space: Ignition e Dead Space (versão mobile).

Além dessas opções, o game também teve dois livros lançados: Dead Space Martyr e Dead Space Catalyst. Os dois títulos dão início à linha cronológica de toda a história contada pela franquia, sendo complementados pelas HQs.

Dead Space: será que ainda há esperança?

Sem sombra de dúvidas, a franquia Dead Space marcou seu nome na história dos games. Por ser um game tão original e cheio de grandes emoções, a aventura conquistou seu lugar na memória dos fãs. Infelizmente, o anúncio do fim da Visceral Games pode ter abalado as esperanças de continuidade da série. Contudo, a empresa pertencia à Eletronic Arts e isso pode ser animador.

De qualquer forma, o importante é que, em três grandes títulos, os gamers puderam acompanhar uma história surreal e cheia de elementos tão assustadores quanto espetaculares. Sendo assim, tudo o que nos resta é torcer para que alguma alma iluminada da Eletronic Arts surja com uma ideia mirabolante e traga os Necromorphs de volta. Até lá… Vamos ficar aqui relembrando… Então, deixe aí nos comentários os relatos das suas aventuras com a franquia Dead Space! Até a próxima…


some text